segunda-feira, 17 de junho de 2019

Curiosidades da Segunda Guerra Mundial que não são contadas na escola - Parte I

Segunda Guerra Mundial, Curiosidades sobre a Segunda Guerra Mundial

Confiram logo abaixo algumas curiosidades pouco conhecidas sobre a Segunda Guerra Mundial, fatos históricos que provavelmente seu professor de história não citou durante as aulas. Peculiaridades e acontecimentos que a maioria desconhece, porém, não deixam de ser relevantes.

Para conferir a segunda parte da matéria clique aqui

Sem mais delongas, vamos ao que interessa.



Bruxas da Noite: 
Mulheres Piloto na Segunda Guerra Mundial

Bruxas da Noite, Segunda Guerra Mundial, Curiosidades Segunda Guerra Mundial

Quer dizer que você pensava que “As Mulheres não foram Ases, nem mesmo Pilotos de Caça durante a Segunda Guerra Mundial” né? Pensou errado, justamente a primeira curiosidade de hoje veio mostrar para você, que além de pilotarem, de abaterem e de terem sido incríveis elas foram Ases — Um As é quando um ou uma piloto consegue muitas vitórias em duelos no céu.

Então… como sempre deixo uma ótima fonte para vocês lerem a história todinha. Mas dentre todas essas grandiosas e corajosíssimas mulheres escolhi uma porque ficou marcado em minha memória. Lembrando que as mulheres foram “Primeiro Tudo” na extinta URSS, porque o comunismo sempre viu todos como iguais, então, todo mundo (quase sempre), homens e mulheres, poderiam fazer quaisquer atividades, desde que fossem Aptos para tal.

Lilya Litvyak, Rosa Branca de Stalingrado, Bruxas da Noite, Segunda Guerra Mundial

Escolhi falar da história de uma das pilotos que mais me surpreendeu. Aqui vai a incrível história de uma das Bruxas da Noite, a Ás “Rosa Branca de Stalingrado”! O nome real dela era Lilya Litvyak e ela logrou 12 vitórias (sendo que 20 não foram confirmadas). Houve até uma vez em que quando foi atingida, e mesmo ferida, pousou seu Yak-1 (que tinha o apelido de “Troika) já em território aliado.

Trouxe uma parte da “minha fonte”, o Bloddomigueljunior, sobre uma história da Rosa de Stalingarado que mais me arrepiou pela coragem, habilidade e destreza dessa piloto! Segue o pequeno extrato:

[…] Em um duelo aéreo que durou 15 minutos, derrubou um Messerschmitt Bf 109.G pilotado pelo Ás alemão três vezes ganhador da Cruz de Ferro e com 11 vitórias aéreas, Sargento Erwin Maier do famoso Jagdgeschwader 53, Segundo Staffel. Capturado pelos soldados soviéticos, após o abate por Lilya, pediu para ver o craque russo que lhe tinha abatido, ao ser apresentado a tenente piloto, achou que era uma piada russa, mas esta começou a relatar passo-a-passo o combate, derretendo toda empáfia do Ás alemão.”

Fonte:
Mulheres Piloto Na IIGG, as Bruxas Noturnas [Link]



Tuskegee: 
O Grupo de Pilotos Negros que Combateu os Nazistas na Segunda Guerra Mundial

Tuskegee, Segunda Guerra Mundial, Grupo de pilotos negros

E continuamos nos céus, o que evidencia meu claro caso de amor com os aviões — além deste ser um fato que muita gente desconhece, inclusive eu mesmo! Acabei descobrindo que houve de fato um grupo de pilotos formado somente por negros que combateu os nazistas nos céus durante a Segunda Guerra Mundial, graças ao Filme Red Tails, produzido por uma tal de Lucas Films.

No filme temos alguns exageros (próprios às produções de hollywood) mas DE FATO, um grupo de caças formado APENAS por caçadores negros foi formado por simples… racismo que imperava nas forças armadas americanas à época. Ainda havia essa divisão por lá (o que veio a se chamar depois de Apartheid ou segregação racial) em que os soldados americanos brancos não queriam combater lado a lado com soldados negros — eu sei… mas vamos continuar porque a história é linda.

Red Tails, Tuskegee Airmen

Red Tails – Filme que retrata a história do Tuskegee Airmen

O começo foi complicado porque não queriam que eles voassem em missões reais (por pensarem que eles não fossem tão aptos… lembra, épocas de racismo científico) mas assim que conseguiram voar demonstraram que eles eram tão bons quanto quaisquer pilotos brancos. Inclusive quando começaram a pilotar seus BELÍSSIMOS P-51 de fato abateram os mitológicos Me-262 caças à jato alemães. Me-262 que foi o primeiro caça à jato numa guerra.

Isso mesmo, caças a Hélice ABATERAM caças a jato. Caças a Hélice pilotados por pilotos negros! Lembrando que outros ases americanos também abateram os Me-262, sendo que os pilotos do Tuskegee não foram os primeiros a abaterem os Me-262. Na verdade, eles não foram nem piores, nem melhores que nenhum bom piloto americano. Mas provaram nos céus que a luta contra o racismo se dá de fato — sem esquecer de combaterem nazistas nos ares.

Seguindo o link que deixo na fonte, vocês podem ter mais informações REAIS desse grupo de homens negros de coragem e fibra! E sim… eles foram homenageados na posse de Barack Obama!

Fonte: Os pilotos negros de Tuskegee [Link



Alemães se Entregam a Brasileiros no Fim da Segunda Guerra Mundial


Segunda Guerra Mundial, Curiosidades, Alemãe se entregando, fim da segunda guerra

Foto histórica do momento em que os Alemães se entregaram

E já que estamos falando da Alemanha Nazi, vamos contar agora a  história trazida até nós no site do Chico Miranda, que contém relatos de um dos nossos muitos bravos guerreiros que lutaram durante a Segunda Guerra Mundial: O General Dionísio. O texto foi escrito pelos Cel. Hiram Reis e Silva.


Na história, o cronista conta que os alemães quiseram se entregar para os brasileiros (isso já no fim da guerra) porque sabiam que nós éramos 
mais cordiais.

General Otto Fretter Pico, Segunda Guerra Mundial

General Otto Fretter Pico se entregando

Na história também há outros relatos muito interessantes, sobre o finzinho do conflito. Na verdade, procurando bem na internet, você acha até vídeos de pracinhas ainda vivos, contando seus feitos. Eu de cá tenho muito orgulho de que brasileiros lutaram de forma limpa e virtuosa na Segunda Guerra Mundial — e foram deveras importante na Itália, tanto que até hoje italianos rememoram feitos dos brasileiros por lá.

Eu termino essa história (com H e não com E) com um pequeno extrato da crônica do Cel.Hiram Reis e Silva:

“O General Dionísio e o interprete alemão – Major Kludge, se tornaram amigos e se corresponderam até a morte do primeiro, no início dos anos 90. O General Mark Clark, comandante do 5° Exército norte-americano, ao qual a FEB estava incorporada, disse que foi um magnífico final de uma ação magnífica. Dionísio disse apenas que a história real é ainda mais bonita do que se fosse somente um grande feito militar.”

Leiam o texto completo nas fontes meus amigos, se informem sobre sua história e lembrem-se sempre, seu professor não contou tudo para você durante as aulas que ele dava!

Fontes:  Por que a 148ª Divisão Alemã se entregou somente aos brasileiros na Itália? [Link] / Alemães preferiam se entregar a Brasileiros! [Link]

Não deixem de conferir a segunda parte da matéria clicando aqui


Adaptado de: A Fonte Geek

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse sua opinião, ela é bem vinda!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...