sexta-feira, 16 de agosto de 2019

Filmes perturbadores para mexer com seu psicológico - Parte II

filmes perturbadores, filmes chocantes, filmes macabros, filmes bizarros, begotten filme

Muitas pessoas se assustam facilmente com filmes de terror ou suspense, isso por diversos motivos, as vezes o telespectador é facilmente impressionável, não gosta de ver sangue (ou tripas), e alguns filmes apelam para sustos a cada cinco minutos, principalmente se tratando do gênero suspense.

Mas para quem já está acostumado com o gênero terror, é necessário algo mais forte do que os filmes convencionais para se impressionar, é aí que entram aqueles filmes que nem são necessariamente de terror ou suspense, porém todos carregam algo em comum, um alto teor de bizarrice, escrotidão e perversidade, frutos de mentes perturbadas.

Geralmente essas obras são produzidas com o único intuito de impressionar, ou melhor, perturbar a quem assiste, na maioria das vezes nem causam medo ou assustam, porém despertam sentimento de aversão tão grande ao ponto de mexer com o psicológico (e até mesmo o emocional) do telespectador.

Confira na segunda parte desta série de artigos uma seleção de filmes para desgraçar a sua cabeça.

1. O ILUMINADO


filmes perturbadores, filmes chocantes, filmes macabros, filmes bizarros, o iluminado

Apenas pelas expressões dos personagens acima já dá pra imaginar o grau de insanidade e assombro que o longa nos trás, assim como distinguir 
quem é o psicopata e quem é a vítima, não poderíamos esperar outra coisa de Kubrick, ainda mais se tratando de um filme baseado em uma obra de ninguém menos do que Stephen King.

Diferente de boa parte dos filmes citados nessa série de artigos, esse é bastante popular, foi lançado na véspera de natal de 1980 e continua assustando telespectadores até hoje. Só vim assistir a tal obra na adolescência, porém na infância vi um trailer que mexeu com minha cabeça.


Sei o que devem estar pensando, não há nada de perturbador nesse trailer, porém imaginem uma criança assistindo isso sozinha. A trilha sonora colabora bastante para gerar um clima de tensão, tanto no trailer quanto na obra inteira, deixando a sensação de que algo de (muito) ruim está prestes a acontecer. 

A história trás como protagonistas uma família, tudo começa de forma tranquila, quando Jack Torrance é contratado para ser caseiro de inverno do recluso Hotel Overlook, localizado nas montanhas do Colorado.

O mesmo aceita a proposta aproveitando para ganhar dinheiro extra e tentar vencer o bloqueio criativo que vem enfrentando (ele é escritor), então junto da esposa, Wendy, e do filho Danny, Jack se instala no imenso (e vazio) hotel.

As coisas começam a se tornar estranhas quando o garotinho começa a ter visões macabras no ambiente, que só pioram, Jack também começa a ser atormentado, parecendo não mais conseguir distinguir a realidade das fantasias que vem tendo, então, completamente perturbado, acaba tornando-se um maníaco capaz de matar até mesmo a própria família.

filmes perturbadores, filmes chocantes, filmes macabros, filmes bizarros, o iluminado

O isolamento, o bloqueio criativo e a pressão que o mesmo impõe sobre si mesmo para concluir sua obra literária, parecem ser os estímulos para sua insanidade metal emergir, porém é perceptível que há algo a mais, algo maligno que permeia aquele ambiente.

Juntando essa trama sombria criada por Stephen King ao ótimo trabalho dos atores, sob a direção de Stanley Kubrick, temos então: O Iluminado, acrescente a inquietante trilha sonora como tempero, então obtenha a receita perfeita para o horror em quase duas horas e meia de duração.



2. FREAKS

filmes perturbadores, filmes chocantes, filmes macabros, filmes bizarros, freaks

Freaks (Monstros, no Brasil) causou tanta polêmica quando foi lançado que praticamente acabou com a carreira de seu diretor, Tod Browning. 

A obra foi lançada no ano de 1932 nos EUA, e o aspecto antigo da gravação só torna o longa mais bizarro do que já é, isso por conta da narrativa com um aspecto cômico mesclada aos seus personagens, literalmente deformados.

Estou falando de atores com deformações físicas representando personagens de um circo grotesco que chama a atenção nas cidades onde passa por vender “aberrações”. 




A trapezista, chamada Cleópatra, uma das poucas sem deficiência física, aproveita-se de um anão, conhecido por Hércules, que é apaixonado por ela, que casa-se com o mesmo apenas por interesse na riqueza dele. 

Após a união, ela tenta a todo custo matá-lo para ficar com a herança. Mas o plano é descoberto pelos demais “monstros”, que se unem contra ela.

Vale acrescentar que os atores realmente possuíam as anomalias que demonstram na obra, o que só aumentou a polêmica. O filme em si não é tão perturbador assim, porém achei que merecia fazer parte dessa lista por seus aspectos bizarros, que realmente podem assustar quem não está acostumado com esse tipo de obra.



3. O HEREDITÁRIO

filmes perturbadores, filmes chocantes, filmes macabros, filmes bizarros, o hereditário

Esta obra tem tudo para constar nessa seleção, seu aspecto perturbador e as "transições" na trama, juntamente com alguns conceitos ocultistas me impelem a escrever uma matéria dedicada somente para a mesma, pois fica difícil resumi-la em tão curto espaço, porém se fosse escrever uma frase para definir o enredo, essa seria: "Não brinque com o que não conhece!".

O Hereditário é um filme recente, chegando aos cinemas em junho de 2019 sob a direção de Ari Aster, só para ter uma ideia do sucesso, sem abordar os prêmios, só nas bilheterias o longa arrecadou 79,3 milhões de dólares.

Tão perturbador quanto complexo, deixou muitas cabeças confusas e em conflito, e poucos tiveram nervos para rever e compreender o que realmente havia acontecido ali.

O narrativa já começa com um clima lúgubre em um funeral, da mãe de uma das personagens, o mais peculiar na cena é o clima de indiferença, sem lágrimas, sem luto, as pessoas presentes ali parecem não sentir tristeza pela morte da matriarca da família.

filmes perturbadores, filmes chocantes, filmes macabros, filmes bizarros,, o hereditário

Cena do funeral (à esquerda) e cena do "ritual" (à direita).

O ponto central e que dá título ao filme é a perturbação mental que tal matriarca sofria, a mesma tinha transtorno de personalidade múltipla, era uma pessoa reclusa de poucos amigos e praticava estranhos rituais ocultistas.

Após sua morte, tais perturbações começam a emergir nos outros integrantes da família (talvez por hereditariedade), menos no pai, que não carrega o mesmo sangue e tem que conviver em meio a toda aquela loucura sem entender o que realmente está acontecendo, para ser sincero creio que ninguém entende.

Criei três termos para descrever as transições que ocorrem ao longo do filme:

A iniciação, o sacrifício e o ritual.

filmes perturbadores, filmes chocantes, filmes macabros, filmes bizarros, o hereditário

A "iniciação" se dá com a morte e o funeral da avó, onde coisas estranhas começam a acontecer, já o "sacrifício" se dá em um momento do filme que não citarei para não dar spoilers, porém é um momento marcante onde tudo começa a se tornar mais perturbador, literalmente da noite para o dia.

O "ritual" acontece nos últimos momentos do longa, onde tudo de ruim e macabro já aconteceu e os telespectadores estão tão perturbados e aflitos quanto os protagonistas, e o que parece que não vai piorar, piora.

A confusão que a trama gera é por mesclar distúrbios mentais com ocultismo, os personagens parecem não mais distinguir a realidade das alucinações (isso é, se realmente se forem alucinações), e para deixar tudo ainda mais confuso, a "avó" cultuava uma entidade conhecida como Paimon, a mesma entidade que parece tirar a paz dos seus herdeiros, podemos perceber o sigilo de Paimon no pingente que a matriarca usa, um símbolo popular entre a família.

filmes perturbadores, filmes chocantes, filmes macabros, filmes bizarros, paimon, goetia, o hereditário

Não se trata apenas de ficção, tal entidade é verídica e está listada entre os 
72 daemons da Goetia, confira o link abaixo para mais detalhes.




Por fim, posso afirmar que esse é um terror psicológico que realmente mexe com a cabeça de quem assiste, particularmente me senti carregado assim que o filme terminou, levando um bom tempo para o rever. 

Minha dissertação sobre o mesmo deve ter ficado um pouco confusa, mas como disse, irei escrever uma matéria abordando apenas esse filme e as múltiplas interpretações, não é uma tarefa fácil resumi-lo em poucas palavras, por isso, se ainda não assistiram, recomendo que o façam, mas já sabem o que lhes espera, portanto é desnecessário avisar. 



4. BEGOTTEN

filmes perturbadores, filmes chocantes, filmes macabros, filmes bizarros, begotten

"QUE PORRA É ESSA?", foi o que pensei ao ver tal obra pela primeira vez, e tenho quase certeza que não fui o único.

Begotten trata-se de um filme experimental lançado em junho de 1991, com roteiro e direção de Elias Merhige. Abstrato é pouco, o telespectador dificilmente irá entender o enredo sem pesquisar a respeito do filme, o que particularmente não recomendo. Primeiro assisti para em seguida, movido pela curiosidade, buscar saber mais sobre o que tinha acabado de ver. O surrealismo que permeia a obra só torna as coisas mais perturbadoras.

Há indícios de que o filme tem conceitos religiosos, tendo como base (acredite se quiser) a bíblia cristã, mais especificamente o livro de Gênesis (a criação).

filmes perturbadores, filmes chocantes, filmes macabros, filmes bizarros, begotten

Por ser totalmente abstrato, as opiniões se dividem, e não são poucas as interpretações com as quais nos deparamos, e se tratando de Begotten, não diria que nenhuma delas está errada ou certa, porém se complementam, já que cada um ao assistir o filme tira sua própria conclusão (ou nenhuma) acerca do mesmo, não há espaço para meio termos.

Ao ser questionado de onde veio a ideia para a criação da obra, Elias Merhige respondeu que a sua principal fonte de inspiração fora uma experiência de quase morte que ele vivenciou em sua juventude, com 19 anos, ao sofrer um acidente de carro, o que de certo modo, explica muita coisa, o que ele teve ter experienciado não poderia ser traduzido de uma forma concreta.

filmes perturbadores, filmes chocantes, filmes macabros, filmes bizarros, begotten

A obra foi filmada totalmente em preto e branco e sem nenhum diálogo, no lugar de conversações é utilizado cenas impactantes para expressar para o telespectador a mensagem proposta (seja lá qual for a mesma), o sofrimento humano é algo que permeia a obra do início ao fim.

As cenas foram refotografadas diversas vezes até atingir o ideal proposto pelo diretor, só para se ter noção, Merhige afirmou que para cada minuto do filme, foram necessárias 10 horas para refotografar até chegar a um visual aceitável.

Não comentarei sobre a narrativa até mesmo por não ter nada a comentar, teria que rever o filme para fazer minha análise pessoal e prefiro fazer isso em um post específico, como no caso de "O Hereditário", se bem que Begotten é mais complexo graças a sua subjetividade, o que só torna tudo mais interessante.

Para finalizar, deixarei abaixo o trailer e a sinopse da obra, caso tenham interesse em assistir, a mesma pode se encontrada facilmente na web.


Sinopse: Numa sala, um Deus vestido majestosamente mata-se, cortando-se sucessivamente com uma lâmina. De baixo de si emerge uma mulher, a Mãe Terra, que masturba o deus morto, impregnando-se com o seu sêmen. 

A mulher dá à luz o Filho da Terra, que surge, adulto num deserto, onde se contorce convulsivamente. Este é arrastado por um grupo de homens, que depois o violentam e dilaceram. 

Encontrado pela Mãe Terra, o Filho da Terra surge ressuscitado, e limpo, sendo levado por ela. Ela própria é encontrada pelos mesmos homens, que a violam longamente fecundando a terra debaixo de si, e após ela e o filho serem desmembrados e enterrados, a terra ganha vida, tornando-se uma floresta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse sua opinião, ela é bem vinda!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...