terça-feira, 17 de setembro de 2019

Astros do Rock que atacaram à Deus e ao cristianismo - Parte II

Capa do álbum Fuck Me Jesus, da banda Marduk.

Confira a primeira parte desse artigo no link abaixo:



O site Gigwise relembrou uma série de bandas e estrelas da música que denegriram, ridicularizaram ou marretaram a religião em entrevistas, músicas, apresentações polêmicas ou arte de álbuns.

 Alguns são ateístas, já outros expressam alguma reprovação e, no outro extremo, há satanistas e os grupos anti-religiosos que veementemente atacam a igreja, Deus e Jesus Cristo.

Confira abaixo algumas das bandas e artistas que causaram polêmica ao abusarem da liberdade de expressão.

1. DEICIDE


Glen Benton, frontman da banda Deicide.

A banda de death metal Deicide é assumidamente anti-cristã em suas letras e temáticas. O frontman Glen Benton tem uma cicatriz de cruz invertida, feita à fogo, em sua testa, e durante 1990, prometeu cometer suicído quando completasse 33 anos, a suposta idade em que Jesus morreu. 

Como era esperado, quando completou 33 anos em 2000, não se matou. 

Resumindo a posição da banda com respeito a religião, o baterista Steve Asheim disse: "A única razão da música satânica é blasfemar contra a igreja. Eu não acredito ou adoro um demônio. A vida já é curta o suficiente sem a perda tempo desse negócio de oração organizada, perseverança, esperança em algum ser superior".



2. XTC

Capa do álbum Dear God, da banda XTC.

Um dos maiores hits do XTC, "Dear God", de 1986 foi boicotado por várias lojas que temiam uma revolta religiosa. De batida rápida (até o último verso), suas letras são provocativas, com cada verso dedicado à Deus e terminando com: 

"Dear God, I Can't believe in you" 

("Querido Deus, eu não posso acreditar em você")

Na levada final ouve-se o vocalista Andy Partridge declarar: 

"I wont believe in heaven and hell. No saints, no sinners, No devil as well. No pearly gates, no thorny crown. You're always letting us humans down. The wars you bring, the babes you drown" 

("Eu não acreditarei em Paraíso ou Inferno. Nada de santos, pecadores ou diabo também. Nada de portões perolados ou coroa de espinhos. 
Você sempre desapontará a nós humanos. As guerras que traz, os bebês que afoga"). 

Sobre a bíblia, ele canta: 

"Us crazy humans wrote it... I know it ain't true and so do you"

 ("Nós humanos loucos que a escrevemos... Eu sei que não é verdade e você também sabe").



3. DIO

Capa do álbum Holy Diver, da banda Dio.

A lenda do Black Sabbath, Ronnie James Dio, causou um escândalo por conta da capa de seu álbum de estréia, "Holy Diver", em 1982, que mostrava um padre acorrentado sendo chicoteado e afogado por uma criatura demoníaca. 

Pouco preocupado com a questão, Dio respondeu às críticas sugerindo que as aparências enganam, dizendo que poderia ser uma alegoria sobre um padre sendo corrompido pelo mal ou simplesmente o diabo torturando um clérigo azarado, afinal, tudo é uma questão de ponto de vista.



4. SOUNDGARDEN

Capa da faixa Jesus Christ Pose, da banda Soundgarden.

Em 1991, Chris Cornell juntamente com sua banda Soundgarden lançaram a faixa "Jesus Christ Pose". 

Embora sem atacar a religião propriamente dita, a música condenava as pessoas que usam a religião para obter lucro ou dizer que são perseguidos por suas crenças. O clipe elevou a discussão de alguma forma, mostrando cruzes pegando fogo, um esqueleto crucificado e , uma mulher crucificada.



5. MARDUK

Capa do álbum Fuck Me Jesus, da banda Marduk.

O vocalista Morgan Steinmeyer Hakansson, do Marduk, montou o grupo com o objetivo de criar a "banda mais blasfemadora do mundo". 

Ele não estava tão errado. A chocante "Jesus Christ... Sodomized" fala: 

"Eat his body, drink his blood and be a slave under the yoke of god, Piss on Christ and kill the priest, follow nature - praise the beast" 

("Alimente-se de seu corpo, tome seu sangue e torne-se um escravo sob o jugo de Deus, mije em Cristo e mate o padre, siga a natureza e louve a besta"). 

 Perturbadoramente, as letras do Marduk também lidam com o nazismo, embora a banda negue veementemente ser partidária dos princípios do partido alemão.

Essa banda daria um artigo inteiro só de bizarrices, não apenas atacando a religião, afinal, a mesma foi criada exatamente com esse propósito, fazer um som sujo, pesado e chocar o público. 

Talvez seu trabalho mais perturbador seja a demo "Fuck Me Jesus", cuja capa é possível ver na imagem acima, contendo a silhueta de uma mulher nua usando um crucifixo para se masturbar.

[...]

Não é o suficiente? Ainda tem mais, aguardem a terceira parte.


Referências: Whiplash

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse sua opinião, ela é bem vinda!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...