Filmes e séries para assistir e refletir sobre nosso mundo atual #1 - Utopia

 Poster da serie Utopia - Blog Mortalha

"Lutamos com a agricultura após a África morrer de fome. Racionamos água depois de drenar nossos aquíferos. Debatemos a mudança climática depois do mundo incendiar. Quero fazer algo antes do tempo, ao menos uma vez."

— Frase da série Utopia


Há uma vasta gama de filmes e séries que assisti nos últimos tempos, alguns títulos superaram minhas expectativas, outros nem tanto, de qualquer modo trouxeram reflexões condizentes com os últimos tempos.

Encaro isso, aqui e agora, como uma forma de analisar o mundo em um contexto mais simbólico/metafórico, tendo como ponto de referência personagens e suas histórias... ou então simplesmente filmes e séries para entreter-se em uma noite após um dia cansativo no trabalho no final de semana, arte é arte, sem rótulos.

A vida não é muito diferente disso, não é, somos personagens vivendo nossas histórias, cada um protagonista do seu próprio filme, não nos rotulemos, sejamos roteiristas de nossas histórias!

Com a pandemia, muitos lançamentos foram adiados por motivos óbvios, como compensação, o distanciamento social "atiçou" a mente de muitos roteiristas, fervilhando ideias nas águas do lago mental, soa poético mas é real. 

Escritores, produtores, músicos, enfim, artistas no geral... é um dos lados positivos de uma situação caótica, a criatividade que advém dela, se adaptar e até mesmo se reinventar, não existe estagnação onde há evolução.

Caso esteja procurando bons filmes ou séries para assistir no tempo livre, pode ser útil, vale ressaltar que esse artigo contará com outras partes. Para estrear:


1. Utopia
Poster da serie Utopia - Blog Mortalha

Não foi por acaso que coloquei essa série em primeiro lugar - lembrando que essa lista não segue nenhuma ordem 'por nota' - mas também não foi proposital.

É uma das séries que terminei recentemente, havia começado a assistir no começo do ano e decidi rever por inteiro essa semana, sinceramente não entendo os motivos da segunda temporada ter sido cancelada.


Isso na mesma medida em que entendo, o final da primeira temporada é mais relativo que conclusivo. 


Algumas obras são únicas, você já deve ter percebido que algumas sequências deixam a desejar em relação à obra inicial, mas cada caso um (a)caso.

A primeira temporada de Utopia deixa uma brecha para uma segunda temporada, ou múltiplas interpretações, já que é uma série simbólica em sua forma completa.

Tenho minhas teorias, não conclusões, pretendo rever a série para 'captar' de forma mais profunda a obra, geralmente assisto duas ou mais vezes um filme ou série quando tenho o intuito de analisar, é o mínimo que posso fazer;

Sempre que revemos algo percebemos 

algo que antes não havíamos percebido.

E há coisas que só os olhares mais treinados conseguem captar, o interessante do cinema - ou no caso, série - é que um só take perdido muda toda a compreensão até o desfecho, ou vai dizer que nunca ficou analisando um filme mentalmente tentando prever o final? Todos fazemos isso, propositalmente ou não.

Isso na nossa mente, mas quando passamos tais reflexões para o papel, ou nesse caso, para a tela, temos de lapidá-las de forma a ficar compreensível para todos.

Filmes e séries para assistir e refletir sobre nosso mundo atual

Utopia, resumindo, trata-se de uma série inspirada em uma história em quadrinhos como metáfora para o mundo real, metalinguagem, sendo a HQ original intitulada Dystopia, e a sequência, Utopia.

Na segunda parte, referente à primeira (e única) temporada, logo no início um casal está indo visitar a casa do avó do rapaz, que parece ter morrido e deixado de herança tal casa para o jovem.

Em meio a bagunça eles encontram algumas ilustrações bizarras e logo percebem o valor da descoberta, anunciando a mesma na internet junto da data de um evento, onde os fãs poderiam ver pessoalmente as ilustrações de Utopia.

A série dá enfoque em um pequeno grupo de amigos virtuais, são os antagonistas, com a notícia da descoberta de Utopia, eles marcam de encontrar-se no evento, e assim o fazem, mas o que não imaginam é que muito além de simplesmente apreciar uma história, eles acabarão fazendo parte dela.

É bem interessante a questão da internet, das bolhas sociais, nos faz refletir acerca de fake news e teorias da conspiração, mas também relações sociais, uma série intensa, violenta, com um tom de seriedade e uma pitada de humor ácido.

Para vocês terem noção, em uma take logo no começo estão pintando a grama de um cemitério, essas cenas são sutis e implícitas, críticas que são basicamente subliminares, por isso pretendo rever.

Utopia Serie - Painting Gram

Voltando ao enredo, os antagonistas que antes se conheciam apenas na web...

Ao se encontrarem pessoalmente, adentram em uma aventura junto de Jessica Hyde, a protagonista tanto dos quadrinhos quanto da série, ajudando a desvendar códigos e mensagens cifradas em ilustrações dos quadrinhos - o que particularmente me lembrou aquele jogo de cartas INWO que previu várias tragédias, como o atentado ao pentágono e às torres gêmeas, vocês provavelmente conhecem, se não clique aqui para saber mais.

É claro que há bem mais que isso, pode parecer uma série leve, mas contém cenas bem intensas, como olhos e unhas sendo arrancados, espancamentos, assassinatos, tortura, enfim, conteúdo chocante para alguns.

São muitas referências, principalmente em relação à questão viral (epidemias e pandemias), vírus sendo criado em laboratório, produção de vacina - a criação de doenças para vender a cura - "teoria da conspiração", quadrinhos, fantasia, muita violência e uma pitada de humor ácido, como citei um pouco acima. 

Alguns dizem que a série "previu" a pandemia do Covid-19 - como o filme Contágio - e se pararmos para analisar, são muitos pontos que nos fazem questionar e refletir sobre os tempos atuais, é difícil não comparar ao mundo em que estamos vivendo, ao assistir pensei se tratar de uma série recente, me impressionou saber que a mesma fora feita antes da pandemia, é surreal, o mesmo sentimento que tive quando assisti o filme Contágio.

O sentimento de como uma obra de arte pode ser tão verdadeira ao ponto de "prever" um acontecimento futuro, não falo de profecia, vidência, nem nada do tipo, mas de uma análise  do mundo tão fidedigna ao ponto de antecipar acontecimentos, fictícios, mas passíveis de acontecer.

É como o ditado, a arte imita a vida, 

mas as vezes a vida também imita a arte.  

Comentários

Postagens mais visitadas