sexta-feira, 14 de junho de 2019

São Cipriano - Conheça a história do feiticeiro

São Cipriano, Livro São Cipriano, História São Cipriano, Bruxo Cipriano

A lenda de São Cipriano - O Feiticeiro - confunde-se com um outro célebre Cipriano imortalizado na Igreja Católica, conhecido como Papa Africano. Apesar do abismo histórico que os afasta, as lendas combinam-se e os Ciprianos, muitas vezes, tornam-se um só na cultura popular. É comum encontrarmos fatos e características pessoais atribuídas equivocadamente. Além dos mesmos nomes, os mártires coexistiram, mas em regiões distintas.

Cipriano – O Feiticeiro - é celebrado no dia 2 de Outubro. Foi um homem que dedicou boa parte de sua vida ao estudo das ciências ocultas. Após deparar-se com a jovem (Santa) Justina, converteu-se ao catolicismo. Martirizado e canonizado, sua popularidade excedeu a fé cristã devido ao famoso Livro de São Cipriano, um compilado de rituais de magia.

A fantástica trajetória do Feiticeiro e Santo da Antioquia, representa o elo entre Deus e o Diabo, entre o puro e o pecaminoso, entre a soberba e a humildade. São Cipriano é mais que um personagem da Igreja Católica ou um livro de magia; é um símbolo da dualidade da fé humana.


O FEITICEIRO

Filho de pais pagãos e muito ricos, nasceu em 250 d.C. na Antioquia, região situada entre a Síria e a Arábia, pertencente ao governo da Fenícia. Desde a infância, Cipriano foi induzido aos estudos da feitiçaria e das ciências ocultas como a alquimia, astrologia, adivinhação e as diversas modalidades de magia.

Após muito tempo viajando pelo Egito, Grécia e outros países aperfeiçoando seus conhecimentos, aos trinta anos de idade Cipriano chega à Babilônia a fim de conhecer a cultura ocultista dos Caldeus. Foi nesta época que encontrou a bruxa Évora, onde teve a oportunidade de intensificar seus estudos e aprimorar a técnica da premonição. Évora morreu em avançada idade, mas deixou seus manuscritos para Cipriano, dos quais foram de grande proveito. Assim, o feiticeiro dedicou-se arduamente, e logo se tornou conhecido, respeitado e temido por onde passava.



A CONVERSÃO CRISTÃ

São Cipriano, Justina, Bruxo Cipriano, História São Cipriano, Livro São Cipriano

Ilustração representando Cipriano e Justina


Vivia em Antioquia a bela e rica donzela Justina. Seu pai Edeso e sua mãe Cledonia, a educaram nas tradições pagãs. Porém, ouvindo as pregações do diácono Prailo, Justina converteu-se ao cristianismo, dedicando sua vida as orações, consagrando e preservando sua virgindade.

Um jovem rico chamado Aglaide apaixonou-se por Justina. Os pais da donzela (também convertidos à fé Cristã) concederam-na por esposa. Porém, Justina não aceitou casar-se. Aglaide recorreu a Cipriano para que o feiticeiro aplicasse seu poder, de modo que a donzela abandonasse a fé e se entregasse ao matrimônio.

Cipriano investiu a tentação demoníaca sobre Justina. Fez uso de um pó que despertaria a luxúria, ofereceu sacrifícios e empregou diversas obras malignas. Mas não obteve resultado, pois Justina defendia-se com orações e o Sinal da Cruz.

A ineficácia dos feitiços fez com que Cipriano se desiludisse profundamente perante sua fé e se voltasse contra o demônio. Influenciado por um amigo cristão de nome Eusébio, o bruxo converteu-se ao cristianismo, chegando a queimar seus manuscritos de feitiçaria e distribuir seus bens entre os pobres.



OS FANTASMAS

Em um capítulo de seu livro, 
Cipriano narra um episódio ocorrido após sua conversão:

"Numa noite de sexta-feira, caminhava por uma rua deserta quando se deparou com quatorze fantasmas. Essas aparições eram bruxas que imploravam ajuda. Cipriano respondeu-lhes que havia se arrependido de sua vida de feiticeiro, e que havia se tornado temente a Jesus Cristo. Logo depois caiu em sono profundo, e sonhou que a oração do Anjo Custódio o livraria daqueles fantasmas. Ao despertar teve uma breve visão do Anjo. Assim, auxiliado pela oração de São Gregório e do Anjo Custódio, esconjurou e livrou a alma atormentada das bruxas."

 

A MORTE 


Imperador Diocleciano, Diocleciano, São Cipriano, História São Cipriano, Livro São Cipriano

Escultura do Imperador Diocleciano



As notícias da conversão e das obras cristãs de Cipriano e Justina, chegaram até o imperador Diocleciano que se encontrava na Nicomédia. Assim, logo foram perseguidos, presos e torturados. Frente ao imperador, viram-se forçados a negar a fé cristã. Justina foi chicoteada, e Cipriano açoitado com pentes de ferro. Não cederam.

Irritado com a resistência, Diocleciano ainda lançou Cipriano e Justina numa caldeira fervente de banha e cera. Os mártires não renunciaram, e tampouco transpareciam sofrimento. O feiticeiro Athanasio (que havia sido discípulo de Cipriano) julgou que as torturas não surtiam efeito devido a algum sortilégio lançado por seu ex-mestre. Na tentativa de desafiar Cipriano e elevar a própria moral, Athanasio invocou os demônios e atirou-se na caldeira. Seu corpo foi dizimado pelo calor em poucos segundos.

Após este fato, o imperador Diocleciano finalmente ordenou a morte de Justina e Cipriano. No dia 26 de Setembro de 304, os mártires e um outro cristão de nome Teotiso, foram decapitados às margens do Rio Galo da Nicomédia. Os corpos ficaram expostos por 6 dias, até que um grupo de cristãos recolheu e os levou para Roma, ficando sob os cuidados de uma senhora chamada Rufina. Já no império de Constantino, os restos mortais foram enviados para a Basílica de São João Latrão.



O LIVRO

O famoso Livro de São Cipriano foi redigido antes de sua conversão, mas o mistério que envolve a vida do Santo interfere também em seu livro. Uma parte dos manuscritos foi queimada por ele mesmo. A questão é que não se sabe quando, e por quem os registros foram reunidos e traduzidos do hebraico para o latim, e posteriormente levados para diversas partes do mundo.

No decorrer dos anos, o conteúdo sofreu alterações significativas. Houve uma adaptação de acordo com as necessidades e possibilidades contemporâneas; além da adequação necessária na tradução para os vários idiomas. Esses fatores colocam em dúvida a fidelidade das versões recentes, se comparadas às mais antigas.

Atualmente, não é possível falar do Livro, mas sim dos Livros de São Cipriano. As edições capa preta e capa de aço; ou aquelas intituladas como o autêntico, o verdadeiro, ou o único, enfatizam um mesmo acervo mágico central, e ainda exaltam o cristianismo e a vitória do bem sobre o mal. Porém, existem grandes diferenças no conteúdo. Enquanto alguns exemplares apresentam histórias e rituais inofensivos, outros apelam para campos negativistas e destrutivos da magia.



São Cipriano, São Cipriano História, Livro Cipriano, São Cipriano Capa Preta, São Cipriano Capa de Aço, Livro Negro Cipriano, Bruxo Cipriano

Algumas das dezenas de edições do livro de São Cipriano



Num aspecto geral, encontra-se instruções aos religiosos para tratar de uma moléstia, além de cartomancia, esconjurações e exorcismos. A Oração da Cabra Preta, Oração do Anjo Custódio e outras da crença popular também são inclusas (Magnificat, Cruz de São Bento, Oração para Assistir aos Enfermos na Hora da Morte, etc.). Além dos rituais de como obter um pacto com o demônio, como desmanchar um casamento e da caveira iluminada com velas de sebo.


No Brasil, o Livro de São Cipriano é usado largamente nas religiões afro-brasileiras, e se tornou um "almanaque ocultista" de fácil acesso que se dilui na crendice popular. Há ainda os mitos que o cercam: muitos consideram ser pecado possuí-lo ou simplesmente tocá-lo. De qualquer forma, o tema São Cipriano e tudo que o cerca, é um campo de estudo e pesquisa muito interessante para os ocultistas, religiosos e aventureiros.


Adaptado de: Spectrum Gothic

9 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  8. 04 dia poderosos senhores :Exú tranca rua de imbaré,Exú veludo negro,Exú caveira,Exú capa preta,Exú da meia noite,Exú da meia noite das almas,Exú da caveira de ney dode,Exú do lodo,Exú do tiriri do cruzeiro,Exú sete ventanias,Exú tira teima e minha rainha toda poderosa Maria Padilha rainha do cruzeiro das almas,São cipriano e as 13 almas benditas,tirem para sempre(ws)da vida de(ics)ainda hoje urgente (ws)vai morrer ,vai pro inferno urgentemente,que sinta muita vontade de morrer,o mais rapido possivel,que o corpo de (ws)seu espirito,seus cinco sentidos estejam voltados somente para sua morte definitivamente e urgente despertem em (ws)o desejo de morrer,o mais rapido possivel,pois seu corpo não aguentará mais,ele vai morrer(ws)sentirá muita dor e não vai mais resisitir.Ele sentirá um desejo incontrolável de morrer definitivamente,sistemáticamente e urgentemente.Todas as vezes que (ws)tentar se aproximar de (ics) que ele tenha muita dor,infarte e morra,pois seus desejos de viver se acabaram,façam com que (ws)não sossegue enquanto não morrer,não sossegue enquanto não for para o inferno,conceda-me a graça de vossa misericórdia de matar (ws)definitivamente,sei que todos serão felizes sem ele,mostrem-me seus poderes e deêm-me um sinal ainda hoje desse acontecimento que é a morte de (ws)sei que estão trabalhando ao meu favor,me ajudadando nessa história que agora chegará ao fim,sei que meu pedido se realizará o mais breve possivel,sei que o universo atenderá rapidamente minha necessidade,meu pedido,tenho fé no poder dessas entidades,assim será,obrigada,eu creio em vós,assim seja,assim será,assim esta feito,laroiê exú omjuba,façam com que a visaõ da morte urgentemente de (ws)fique gravada o tempo todo na cabeça dele,em seu pensamento sem parar,que ele deseje desesperadamente morrer,sinta culpa e uma vontade louca e incontrolável de se matar,não deixe que ele resista soprem e vigiem,para que seus pensamentos de morte,não deixem em paz,nenhum segundo se quer,soprem a morte em seus ouvidos até ele enlouquecer e não deixe nenhum outro pensamento entrar,que não seja o desejo de se matar,que ele se mate(ws)sei que são poderosos,os temo e respeito,salve.Sei que ainda hoje(ws)ja estará morto e para sempre,que o corpo de (ws)seu espirito e seus cinco sentidos estejam voltados somente para se matar definitivamente e urgente,façam com que (ws) não sossegue enquanto não se matar e ficar longe de todos,conceda-me a graça de vossa misericórdia de matar(ws)definitivamente mostrem-me seus poderes e deêm-me um sinal ainda hoje,sei que estão trabalhando ao meu favor,me ajudando a matar (ws) sei que se realizará o mais rapido de possivel,tenho fé no poder dessas entidades,obrigada,eu creio em vós!assim seja!assim será!assim esta feito!laroiê Exú omojuba,me ajudem a matar (ws)sei que são poderosos,os temo e respeito,tirem a vida de (ws)tirem a vida de (Ws)tirem a vida de (ws).Eu creio nos vossos poderes para fazerem isso,salve a partir de agora divulgarei seus nomes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por Lúcifer... pelo guia e a legião que me acompanha, toda energia direcionada à minha pessoa, positiva ou negativa (além da dualidade tridimensional), retornará seis vezes seis, vezes seis, mais forte para quem a direcionou, até a soma dos nove dias completos, pelo meu poder pessoal, e pelo poder do 6 inverso.

      Hahaha, essas maldições me lembraram aquelas correntes que eram populares no orkut, antes disso já haviam conjurações e orações, egrégoras alimentada pelo disseminar através dos compartilhamentos, ainda hoje há sistemas de magia que trabalham com feitiços/rituais dessa forma.

      Apaguei as outras por serem repetidas (SPAM), deixei apenas essa, afinal... liberdade de expressão. Isso me deu a ideia de dissertar acerca dessas "egrégoras", particularmente, eu acredito que damos um certo poder à tudo o que acreditamos, dá mesma forma com que dou poder agora ao que escrevo, pois acredito.

      A conjuração que deixei no início do comentário, apesar de ter sido criada agora, funciona, pois acredito no meu poder, em tais poderes, e no poder da palavra, do verbo. É complicado ensinar magia em lousas, o mais fácil é na prática, e o que fiz no início do comentário é exemplo pífio de como podemos criar a qualquer momento nossas próprias conjurações, para o fim que tivermos em mente, assim como os "magos caoístas" fazem, chegando ao ponto de criarem seus próprios sistemas de magia, com os alicerces em uma base preexistente. Há um arsenal talvez infinito no plano mental, vindo a se manifestar de acordo com a VONTADE do manipulador dessas energias, o "guia da carruagem".

      Agora deixo a seguinte problemática: "Como distinguir superstição de magia?"

      Excluir

Expresse sua opinião, ela é bem vinda!