sexta-feira, 14 de agosto de 2020

Horrores da Medicina na Era Vitoriana

Os horrores da medicina na era vitoriana

A medicina atualmente é muito avançada, se comparada à séculos atrás, confira o quão horrendos poderiam ser procedimentos cirúrgicos na Era Vitoriana.


Imagine-se precisando de uma cirurgia durante a Era Vitoriana. Para a sua sorte você está em Londres, onde  começam a ser experimentadas a primeiras cirurgias com anestesia, mas não fique muito esperançoso, haverá um longo martírio à sua espera. Duvida? Então dê uma olhada nestas gravuras retiradas do livro Crucial Interventions: An Illustrated Treatise on the Principles and Practice of 19th-Century Surgery, escrito pelo historiador Richard Barnett. 

No livro, Barnett entrelaça artigos de história da medicina com gravuras retiradas de manuais médicos do século 19.  Ainda que de certo modo as gravuras sejam belas, é impossível não ficar horrorizado com a ideia de cirurgia naquela época onde eram poucos os recursos.

Confira abaixo, na íntegra, algumas das imagens do livro, retratando os mais diversos métodos de cirurgia da época.

quinta-feira, 13 de agosto de 2020

Behind You: Estórias tão cotidianas quanto bizarras

Behind You: One-Shot Horror Stories, por Brian Coldrick

20 ilustrações do projeto "Behind You", idealizado pelo Brian Coldrick, misturando o terror com um teor cômico, em imagens e gifs, confira.


Quando era criança você provavelmente sentia medo do escuro, sua imaginação lhe pregava peças criando  monstros à espreita nas sombras.

O ilustrador irlandês Brian Coldrick lançou essas criaturas como as estrelas de seu webcomic em curso e livro “Behind You: One-Shot Horror Stories”. 

Cada imagem é uma ilustração bonita e assombrosa de um painel que mostra um monstro escondido apenas no alcance dos braços, juntamente com legendas sombrias e humorísticas de uma frase. O artista de Londres afirma que, embora nenhum de seus contos sejam adaptações diretas de histórias existentes, eles tocam em “tópicos de terror bem usados”.

Coldrick disse que sua inspiração para a série surgiu de seu amor por filmes de terror, livros e histórias assustadoras na internet: “Pouco antes de começar a série, eu estava lendo algumas creepypastas, a versão da internet de contos populares assustadores”. e também muitos relatos de encontros sobrenaturais da “vida real” em sites como o Reddit. ”

Sendo ilustrador desde 2003, ele começou ‘Behind You’ em abril de 2015 e confessou que foi parcialmente dado como uma tentativa de lidar com sua preguiça. Confira as ilustrações na íntegra.

segunda-feira, 3 de agosto de 2020

A Psicostasia - Maat e a pesagem do coração no julgamento egípcio do Livro dos Mortos

Representação de Osíris presidindo a Psicostasia (Blog Mortalha)


Na imagem, uma representação de Osíris presidindo a Psicostasia realizada por Maat.

Psicostasia é o nome atribuído a uma cena comum representada no Livro dos Mortos que retrata a cerimonia de pesagem do coração do defunto no tribunal da deusa Maat.


De acordo com as crenças dos habitantes do Antigo Egito, a morte física não era o fim da existência, existindo a possibilidade de uma vida "no além". Historicamente esta vida no além esteve de início reservada ao rei, tendo a partir do Império Médio se alargado a toda a população. Contudo, para se poder aceder a esta vida era necessário ter levado uma vida de acordo com a Maet (ou Maat), conceito egípcio que traduz a ideia da ordem universal marcada pela justiça e pela harmonia.

domingo, 2 de agosto de 2020

Relato de uma adolescente cujo ofício é empalhar animais mortos

Fotografia de Sydney Langton

Sydney Langton, de 17 anos, possui uma paixão um pouco peculiar, que é empalhar animais mortos, arte conhecida como taxidermia. Confira na íntegra.


Esse assunto veio a ser compartilhado na mídia em fevereiro do ano passado (2019), não publiquei nada a respeito aqui no Mortalha e, para ser sincero, vi um post falando sobre o assunto recentemente, então resolvi pesquisar mais a fundo, e compartilhar esse artigo com vocês

Sydney Langton é uma estudante de 17 anos, apesar da escola, ela possui uma paixão um pouco peculiar, que é empalhar animais mortos. Apesar de ser algo tido como, digamos que incomum, a taxidermia é uma prática, tida por muitos entusiastas e taxidermistas, como uma arte.

Taxidermia é o termo dado o ofício de empalhar animais mortos, com os fins de estudo, resumindo, os taxidermistas retiram os órgãos do animal e preservam o corpo, de uma forma a ficarem esteticamente agradáveis, como estátuas, porém, animais reais, um dia dotados de vida.

Vale ressaltar que é um trabalho que exige um certo conhecimento e esforço.

Sydney Langton disse ter uma certa atração por essa área, desde os oito anos, e em suas palavras, relatou sobre os seus trabalho, e sua visão acerca do mesmo.

Confira esse relato, escrito por em um texto pela própria Sidney.